História e meio ambiente: tempo passado, tempo presente

Autores

Editora Inovar

Palavras-chave:

História, Meio ambiente

Sinopse

Na confluência entre o passado, o presente e a natureza, a História Ambiental trata das mudanças que o meio ambiente sofreu e continua sofrendo, tanto pelos efeitos naturais quanto pela atividade humana, e apresenta-se como um campo de estudo crucial para compreendermos a complexa relação entre a humanidade e seu entorno.

Embora não pareça, a História Ambiental possui uma ampla trajetória teórica, que remete à década de 1930, com propostas que desde então buscam situar a natureza como agente transformador da história, destacando o papel do meio ambiente na formação das civilizações. No tempo presente, a História Ambiental nos proporciona um valioso referencial teórico para contextualizar os desafios ambientais contemporâneos, como as mudanças climáticas, a perda da biodiversidade e a crescente degradação do solo, resultado do uso cada vez mais indiscriminado da terra pela agroindústria, para suprir a nossa necessidade alimentar. São, todos esses, temas muito complexos, que demandam nossa maior atenção e reflexão.

Este livro busca analisar aspectos da relação humana com a natureza e como eles foram responsáveis por moldar o ambiente que conhecemos hoje, explorando os vínculos que relacionam eventos históricos e o meio ambiente. No primeiro capítulo, Márcio Mota Pereira apresenta os processos de construção de nossa legislação ambiental, ao longo da Primeira República brasileira. No segundo capítulo, Gabriela Silveira Alencar discursa sobre o racismo ambiental, tema cada vez mais proeminente na agenda contemporânea e que ressalta o quanto os impactos da ação do homem na natureza são díspares para as diferentes camadas sociais que compõem a nossa sociedade. No terceiro capítulo, Aguinaldo de Jesus Moraes Marques, André Felipe de Moraes Marques, Brenda Bandeira de Azevedo, Isabella almeida de Oliveira e Manoel Tavares de Paula apresentam algumas possibilidades que arqueologia têm a oferecer para o estudo da História Ambiental.

No quarto capítulo, Jociele de Araújo Silva apresenta um exemplo apurado de como a economia capitalista aliada às nossas demandas contemporâneas é responsável por infringir severos danos ao meio ambiente, atendo-se à devastação ambiental face ao agronegócio, no estado do Tocantins. No quinto e último capítulo, Cheyenne de Oliveira Alencar, Francilda Alcântara Mendes e Juliana Rodrigues Barreto Cavalcante refletem como o cinema pode nos inspirar a tratar os múltiplos patrimônios com que relacionamos, como o patrimônio cultural e o patrimônio ambiental.

Convido você a acompanhar, através das páginas deste livro, às reflexões sobre a História Ambiental aqui pontuadas, fundamentais para que possamos entender nossa relação com o meio ambiente e para que possamos, também, pensar nosso futuro enquanto civilização dependente cada vez mais com a natureza que nos cerca.

 

ISBN: 978-65-5388-209-6
DOI: 10.36926/editorainovar-978-65-5388-209-6

 

Biografia do Organizador

Márcio Mota Pereira - Nasceu em 1983 em Belo Horizonte, Brasil. É bacharel e licenciado em História (2008) pela Universidade Federal de São João del-Rei, mestre em Bens Culturais e Projetos Sociais (2013) pela Fundação Getúlio Vargas e doutor em História (2018) pela Universidade Federal de Minas Gerais. Possui interesse nas seguintes linhas de pesquisa: Educação e suas interfaces com a História, História Moderna (educação, saberes, artes e ciências nos séculos XVIII e XIX), História Ambiental e Patrimônio (ambiental, histórico, cultural material e imaterial). É autor dos seguintes livros: O Parque Nacional do Itatiaia e a História Ambiental no Brasil (2022) e Paulo Freire: por uma pedagogia sem fronteiras (2023).

 

Capítulos

  • DA TEORIA AO PRIMEIRO PARQUE NACIONAL: AS POLÍTICAS AMBIENTAIS E O BRASIL DA PRIMEIRA REPÚBLICA
  • RACISMO AMBIENTAL: UMA PERSPECTIVA A PARTIR DA ECONOMIA ECOLÓGICA
  • POR UM PASSADO MAIS DISTANTE: CONTRIBUIÇÕES DA ARQUEOLOGIA PARA A HISTÓRIA AMBIENTAL
  • A PERDA DE COBERTURA VEGETAL DEVIDO À EXPANSÃO DAS ATIVIDADES AGROPECUÁRIAS NO ESTADO DO TOCANTINS
  • COCOCI, A CIDADE ESQUECIDA PELO TEMPO: A MATERIALIZAÇÃO DA MEMÓRIA ATRAVÉS DO CINEMA

Downloads

Publicado

fevereiro 9, 2024

Licença

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.